Classificação incorreta de freelancers: 7 óptimas dicas para minimizar o risco

Um número crescente de países está combatendo a classificação incorreta de freelancers, que pode resultar em problemas legais e penalizações financeiras.
Imagem de stock para acompanhar artigo sobre a contratação de contratantes internacionais independentes

No mercado de trabalho dinâmico atual, muitas empresas dependem de contratantes independentes para concluir projetos importantes ou satisfazer necessidades de mão de obra a curto e médio prazo. No entanto, um número crescente de países está combatendo a classificação incorreta de freelancers, pelo que é importante garantir a conformidade com a legislação local onde quer que esteja a contratar.

Normalmente profissionais experientes, os freelancers são contratantes independentes que trabalham numa base de projeto a projeto e cobram geralmente uma taxa suplementar pelos seus serviços. No entanto, têm de fornecer o seu próprio equipamento e não têm direito a uma série de benefícios de que os trabalhadores directos beneficiam.

Como tal, os contratantes independentes proporcionam flexibilidade e, muitas vezes, oferecem poupanças de custos, o que os torna uma opção atractiva para muitas empresas. Para quem pretende explorar o talento internacional, a contratação de prestadores de serviços no estrangeiro pode ser uma opção particularmente atrativa.

VEJA TAMBÉM: Terceirização de call center: 5 grandes destinos a considerar

No entanto, a classificação incorreta de freelancers pode resultar em grandes complicações legais e penalizações financeiras significativas, bem como causar danos à reputação, pois as suas condições de trabalho deveriam ser classificadas como trabalhadores diretos.

A seguir, vamos aqui explorar o conceito de classificação incorreta de freelancers com profundidade, juntamente com os riscos que acarreta, antes de serem apresentadas algumas sugestões sobre como minimizar o risco de classificação incorreta de contratantes.

Se estiver interessado em contratar trabalhadores independentes internacionais, contate-nos hoje.

Compreender a classificação incorreta de freelancers

A classificação incorreta de freelancers ocorre quando uma entidade classifica incorretamente um trabalhador como contratante independente em vez de empregado. Esta classificação não é meramente uma questão de semântica; tem implicações significativas tanto para o empregador como para o trabalhador.

Fatores-chave para determinar a classificação dos trabalhadores

Controle: Um dos fatores centrais na classificação de um trabalhador é o grau de controle que o empregador tem sobre as tarefas do trabalhador. Os trabalhadores de tempo integral estão normalmente sujeitos a um controle mais direto, enquanto os contratantes independentes têm maior autonomia sobre a forma como realizam o seu trabalho.

Imagem de Strock para acompanhar o artigo sobre a classificação incorreta de freelancers
A contratação de empresas externas oferece vantagens

Realidades econômicas: Os tribunais também consideram a relação econômica entre o trabalhador e a entidade patronal. Os contratantes independentes têm frequentemente vários clientes, suportam as suas próprias despesas e têm a possibilidade de obter lucros ou perdas, enquanto os trabalhadores por conta de outrem dependem normalmente de um único empregador para a sua subsistência.

Duração e permanência: A duração da relação de trabalho pode ser um fator crítico. Os trabalhadores de tempo integral têm geralmente uma relação contínua e de longo prazo com o seu empregador, enquanto os contratantes independentes trabalham frequentemente em projetos específicos por um período de tempo limitado.

Por que razão ocorre a classificação incorreta de freelancers

A classificação incorreta de freelancers pode ocorrer de forma não intencional ou como uma tentativa deliberada de evitar determinadas responsabilidades legais. Entre as razões mais comuns para a classificação incorreta contam-se as economias de custos resultantes de não ser necessário conceder aos trabalhadores determinadas prestações se estes forem classificados como contratantes, o que constitui frequentemente a base de um crime de classificação incorreta.

Trabalhar com contratantes independentes também oferece simplicidade, porque estes são geralmente responsáveis pela gestão da sua própria carga fiscal, o que significa que criam menos trabalho para os departamentos financeiro e de RH.

Outra causa comum de erros de classificação incorreta de freelancers é o simples desconhecimento da legislação local e das condições em que um profissional deve trabalhar para ser corretamente classificado como empreiteiro.

Riscos de classificação incorreta de freelancers

Alguns dos riscos mais importantes associados à classificação incorreta de freelancers incluem:

Consequências jurídicas

A classificação incorreta de empregados CLT como freelancers PJ pode levar a uma série de problemas legais para os empregadores. Eis alguns dos principais riscos:

Violações de salários e horas de trabalho: Os contratantes independentes não têm direito a salário mínimo, pagamento de horas extraordinárias ou intervalos para refeição e descanso. Os trabalhadores mal classificados podem intentar ações judiciais por salários e horas extraordinárias não pagos, o que pode levar a obrigações de pagamento retroativo significativas.

Sanções fiscais: Os empregadores que classificam incorretamente os trabalhadores podem ser responsáveis por impostos sobre os salários não pagos, incluindo. Nos Estados Unidos, por exemplo, o IRS pode impor penalizações e juros sobre impostos não pagos devido a uma classificação incorreta de contratante independente.

Benefícios e proteções dos trabalhadores: Aos trabalhadores mal classificados podem ser negados benefícios e proteções importantes, tais como indenizações aos trabalhadores, subsídios de desemprego e licenças familiares e médicas.

Reclamações e ações judiciais: Os trabalhadores mal classificados têm o direito de intentar ações judiciais contra os seus empregadores. Se ganharem os seus casos, as entidades podem ter de pagar indenizações, honorários de advogados e outros custos.

Ações colectivas: Os casos de classificação incorreta podem transformar-se em ações judiciais coletivas, em que vários trabalhadores unem forças para processar a empresa. Isto pode resultar em responsabilidades financeiras substanciais para a empresa.

Danos à reputação

Para além dos riscos legais e financeiros, a classificação incorreta de freelancers pode prejudicar a reputação de uma empresa. Quando os trabalhadores sentem que foram tratados injustamente, podem recorrer às redes sociais ou falar mal da imprensa, prejudicando a imagem da empresa e tornando-a menos atrativa para potenciais clientes, consumidores e futuros empregados.

Acionadores de auditoria

As agências governamentais, como o Departamento do Trabalho e o Internal Revenue Service (IRS) nos Estados Unidos, estão examinando cada vez mais as classificações dos trabalhadores. A classificação incorreta pode desencadear auditorias e investigações, desviando recursos e tempo das atividades essenciais da empresa.

Como evitar a classificação incorreta de freelancers

A prevenção da classificação incorreta de freelancers é essencial para as empresas. Eis algumas medidas que os empregadores podem adotar para garantir uma classificação correcta dos trabalhadores:

1) Compreender as distinções jurídicas

Informe-se a si próprio e à sua equipe de RH sobre as distinções legais entre trabalhadores por conta de outrem e contratantes independentes. Familiarize-se com a legislação laboral local de onde está planejando contratar empreiteiros, uma vez que esta pode variar.

Imagem de stock para acompanhar artigo sobre o risco de classificação incorrecta de contratantes independentes internacionais
Os freelancers são geralmente profissionais experientes

2) Implementar contratos claros

Elaborar acordos claros e abrangentes de contratantes independentes que definam o âmbito do trabalho, as condições de pagamento e o estatuto do trabalhador como contratante independente. Incluir uma menção que especifique que o trabalhador é responsável pelos seus próprios impostos e prestações.

3) Avaliar a natureza da relação

Avaliar regularmente a relação de trabalho com os seus contratantes. Se o nível de controle aumentar, ou se o trabalhador se tornar parte integrante da sua empresa, poderá ser altura de reavaliar a sua classificação.

4) Procurar orientação jurídica

Consulte um consultor jurídico ou especialistas de RH especializados em direito do trabalho para rever as suas classificações de trabalhadores e práticas de emprego. Podem ajudar a identificar potenciais erros de classificação e sugerir medidas corretivas.

5) Manter registros exatos

Manter registos exactos dos pagamentos a contratantes independentes, contratos e comunicações relacionados com a relação de trabalho. Estes registos podem ser essenciais em caso de litígio ou de auditoria.

6) Rever a legislação local

Estar ciente das leis e regulamentos locais que regem a classificação dos trabalhadores. Alguns países têm critérios mais rigorosos para o estatuto de contratante independente do que outros, enquanto que em alguns países as leis podem variar consoante os estados ou o seu equivalente.

7) Manter-se informado

Mantenha-se atualizado sobre as alterações na legislação laboral e decisões judiciais que possam afetar a classificação dos trabalhadores. O panorama jurídico está em constante evolução e a conformidade é crucial.

Visão geral da classificação incorreta de freelancers

A classificação incorreta de freelancers é uma questão séria que pode ter consequências terríveis para as empresas. Compreender as distinções legais entre trabalhadores CLT e contratantes independentes, e tomar medidas proactivas para garantir uma classificação adequada, é vital para mitigar os riscos associados.

O custo de uma classificação incorreta em termos de responsabilidades legais, sanções financeiras e danos à reputação pode ultrapassar largamente quaisquer benefícios a curto prazo. Ao dar prioridade à conformidade e ao tratamento justo dos trabalhadores, as empresas podem navegar pelas complexidades das leis laborais e construir uma base para o sucesso a longo prazo.

Tendo tudo isto em conta, se está considerando contratar prestadores de serviços internacionais, faz sentido trabalhar com um fornecedor experiente que tenha um conhecimento sólido das leis laborais do país onde os contrata e que se mantenha a par dos regulamentos à medida que estes evoluem.

A Serviap Global pode ajudá-lo na contratação de freelancers

Na Serviap Global, apoiamos as empresas com a contratação de freelancers, bem como com a oferta de serviços EOR e recrutamento global de talentos para a obtenção de contratações diretas.

Começamos no México em 2010 antes de nos expandirmos internacionalmente. Atualmente, somos reconhecidos pelo nosso conhecimento inigualável da América Latina e pela nossa experiência na contratação em mercados emergentes.

Contacte-nos para saber mais sobre como o podemos ajudar.

Se está preocupado com a classificação incorreta de freelancers, visite a nossa ferramenta interativa para ter uma ideia melhor do seu nível de risco.

A Serviap Global oferece contratação de empreiteiros como serviços EOR

Contate-nos

Talvez esteja interessado em ler...

Assine nosso boletim informativo

Compartilhar este artigo:

Você pode gostar também

Are you ok with optional cookies?
Cookies let us give you a better experience and improve our products. Please visit our Privacy Policy.